Loading...

Projeto Social Horta Comunitária Manicoré Amazonas 2010

3,257 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Jan 5, 2011

HORTA COMUNITÁRIA:
1. O tema da Campanha da Fraternidade do ano 2010 promovida pela Igreja Católica no Brasil foi dedicado ao estudo da Economia Solidária. É dentro desse contexto sócio-eclesial que nasce este projeto que também está inserido no contexto sócio-econômico e cultural do interior amazônico brasileiro.
2. O projeto percorreu diversas fases até chegar ao processo de produção, fase atual (Dezembro de 2010). Antes de cuidar da terra foi necessário reunir as pessoas e motivá-las. Tudo parece simples, mas na verdade não é fácil!
3. Nesse ambiente encontra-se a pobreza, a violência, a desocupação, a prostituição disfarçada, a onda do furto, a dispersão social, o individualismo, a violência contra as crianças e a juventude com pouca perspectiva... Tudo isso, em parte, é sinal do impacto do êxodo rural!
4. A partir dessa realidade, no horizonte dos valores humanos, a cultivação de uma "horta de verduras" não é o objetivo principal do projeto, mas a promoção do "horto dos valores" que transforma a qualidade das relações na comunidade, que cria consciência de cidadania, que educa para a responsabilidade social, que desperta a esperança e suplanta o pessimismo fatalista muito forte em muitas comunidades pobres da Amazônia. O pessimismo aduba a pobreza! Para que o povo saia do círculo vicioso é necessário que seja educado a buscar o progresso virtuoso. Trata-se de promoção do Direitos Humanos!
5. Sem um "horto de virtudes", ou seja, um ambiente de vivência de atitudes humanas inspiradas no respeito pelo outro, na honestidade, no amor ao trabalho, na amizade, no senso de corresponsabilidade, na justiça, na consciência da importância do trabalho cooperativo, no diálogo... nada será possível construir comunitariamente!
6. Como é bem comum na Amazônia entre os caboclos ribeirinhos e indígenas, a tendência ao comodismo é muito forte. A dependência dos outros, às vezes, aparece como um fenômeno culturalmente congênito. Mas o presente projeto se propõe não favorecer essa atitude zelando pelo seu perfil empreendedor.
7. O Projeto em si, mais que uma preocupação produtiva está sendo encarado e administrado como um laboratório de desenvolvimento da consciência comunitária, do crescimento do senso de cooperatividade, do estímulo ao sentido de pertença, do combate à instabilidade de ânimo e ao imediatismo, da fuga da responsabilidade ...
8. Pretendemos cultivar esse viés pedagógico ao máximo possível, pois acreditamos que é isso que garantirá a sustentabilidade ou continuidade do projeto. Onde o povo acostumou-se a receber tudo de graça desacompanhado de um processo de educação se plantou, na verdade, o fracasso. Esperamos que este projeto, a seu tempo, seja produtor de muitos frutos. Os envolvidos já entenderam que, sem o honesto suor do próprio rosto, o desenvolvimento humano e social é falso!
Autor: Antônio de Assis Ribeiro -- ano 2010

  • Category

  • License

    • Standard YouTube License

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...