Loading...

Como Acabar com a Guerra? - Thalita Maschietto

600 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Uploaded on Jul 8, 2011

Trabalho, Faculdade, Curso Jornalismo - O vídeo com aproximadamente nove minutos mostra o um dos motivos que alimenta os conflitos em que milhares de pessoas, inocentes e vítimas são ceifadas desse mundo. Apresentando como existem pessoas e corporações que ganham e lucram com as guerras existentes e as que podem eclodir, o vídeo é executado a partir da ótica de que a ganância pelo poder e dinheiro são fatores muito importantes que pesam no momento de decisão de atacar ou não outra nação.

Em um primeiro momento o expectador relembra a quantidade de países que participaram, da Primeira e Segunda Guerra Mundial, tanto como o número de mortos e custos de cada conflito. Logo em seguida é apresentado umas três gerações da mesma família que morrem em guerras: o bisavô, na primeira; o avô na segunda e o pai na guerra do Vietnã.

Com declarações de um corretor que conta como seus clientes de certa forma agradeceram o bombardeio em 1991 no Iraque e o atentado ao World Trade Center em 2001. O Diretor do Comitê Nacional do trabalho dos EUA, mostra como grandes empresas como por exemplo a Nike, ignoram o valor do ser humano e usa trabalho praticamente escravo para confecção de seus produtos.

O cineasta Michael Moore também conta a história de como a Coca Cola teve muitos lucros inventando o refrigerante Fanta Laranja para manter negócios com a Alemanha Nazista.

O desfecho se dá com a apresentação de informações sobre a invasão do Iraque, como por exemplo, a discussão, ainda em 2002, pelo governo russo, americano e britânico, de que forma explorariam o petróleo daquele país. O Iraque foi invadido somente em 2003.

Utilizando várias cenas importantes de documentários como Fahrenheit 9/11, The Corpotation, The Zeitgeist -- The Film, Nós que aqui estamos, por vós esperamos, o que vídeo nos convida a refletir mais e começarmos a perceber como nossas ações podem influenciar pessoas em todo o mundo.

A aclamação pelo consumo sustentável, ou seja, aquele que não desrespeita os seres humanos, os animais e não provoque danos ao meio ambiente; lembrando que o consumismo que o mundo pratica atualmente segue alimentando um sistema baseado somente no lucro.

"A guerra nunca vai acabar enquanto os governos e as organizações colocarem o avanço de seus impérios e a maximização de seus lucros a qualquer custo e a frente do bem-estar comum."

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...