Loading...

Comunismo = Morte! O genocídio dos Ucranianos pelos Comunistas

21,186 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on May 8, 2009

O Parlamento da República da Lituânia, destacando o facto da República da Lituânia ter subscrito a Convenção para a Prevenção e a Repressão do Crime de Genocídio de 9 de Dezembro de 1948 e a Convenção sobre a Imprescritibilidade dos Crimes Contra a Humanidade e dos Crimes da Guerra de 26 de Novembro de 1968;
condenando os crimes de guerra, o genocídio e os crimes contra a Humanidade, considerando o facto da Fome da Ucrânia/Genocídio, ter sido planeada e executada pelo regime totalitário comunista dirigido por Estaline, com o objectivo de esmagar a resistência do povo ucraniano à colectivização soviética da agricultura e de destruir a identidade cultural e étnica do povo ucraniano, causando a morte a mais de sete milhões de ucranianos em 1932-1933 e tendo 1/5 da população perecido em resultado desta atrocidade premeditada.

Durante a fome/genocídio organizada e executada pelos Comunistas em 1932-1933, aproximadamente 25.000 pessoas morriam por dia na Ucrânia, enquanto as autoridades soviéticas exportavam cerca de 1,7 milhões de toneladas de cereais para o Ocidente.

Merece destaque a circunstância de a União Soviética, durante várias décadas, ter ocultado e negado as atrocidades planeadas e executadas na Ucrânia em 1932-1933 pelo regime totalitário comunista dirigido por Estaline; tendo em consideração o facto de, a 26 de Novembro de 1998, o Presidente da Ucrânia ter promulgado um decreto que estabelece, no quarto Sábado do mês de Novembro, o Dia Nacional da Memória das Vítimas das Fomes e das Repressões Políticas, e de a 28 de Novembro de 2002, a Verkhovna Rada da Ucrânia ter reconhecido a fome organizada na Ucrânia em 1932-1933 como um acto de genocídio contra o povo ucraniano,
reconhece que em 1932-1933, o regime totalitário comunista dirigido por Estaline planeou e executou, de forma deliberada e meticulosa, o genocídio do povo ucraniano, e expressa as suas condolências pelas vìtimas do Genocídio Ucraniano de 1932-1933, bem como a sua solidariedade com o povo ucraniano.

Vilnius, 24 de Novembro de 2005
Presidente do Parlamento da República da Lituânia
Arturas Paulauskas

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...