Loading...

Caetano Veloso e Emicida - Prêmio Multishow 2013 (com Letra e Legenda)

159,300 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Sep 4, 2013

Melhor apresentação da noite....

A legenda está oculta, clique no botão "Legendas Ocultas" para ativar a letra no vídeo, transcrevo a letra abaixo, para quem quiser copiar.

Músicas:

Tropicália (Caetano Veloso)
Um Abraçaço (Caetano Veloso)
Haiti (Caetano Veloso)
A Bossa Nova é Foda (Caetano Veloso)
O Hip Hop é Foda (Rael)


Letra completa:

Meu nariz
Eu organizo o movimento
Eu oriento o carnaval
Eu inauguro o monumento
No planalto central do país

Viva a Bossa, sa, sa
Viva a Palhoça, ça, ça, ça, ça
Viva a Bossa, sa, sa
Viva a Palhoça, ça, ça, ça, ça

Sou Brasil, Amarildo, luta e glória
Não deixe que acorda ao meio dia da história
O que dá branco na memória, não
Eu vim converter fome de pão em sede de vitória
Meus olhos são os que viram guerra
Meus pés, são os pés das ruas de terra
Meu samba é ligeiro, um raio
E a minha voz ecoa nos guetos, todo apoio ao Mães de Maio
O sonho e a luta ainda são reais
Mais que notas, as nossas são musicais
Obrigado, Sabotage; valeu, Sérgio Vaz
Poesia maloqueira pra calar o capataz
Nós não esqueceu da Candelária, nem do Carandiru
Ai, meu canto é o da reforma agrária, tru
Com toda força que possui
Nossa vitória veio pra ser bela
Tipo as mulher preta que a TV exclui. Vai

Dei um laço no espaço,
Pra pegar um pedaço,
Do universo que podemos ver.
Com nossos olhos nús,
Nossa lentes azuis,
Nossos computadores luz.
Esse laço era um verso,
Mas foi tudo perverso,
Você não se deixou ficar.
No meu emaranhado,
Se mandou pro outro lado,
Pro outro lado de lá, de lá.

Ei! Hoje eu mando um abraçaço...
Chega Prêmio Multishow
Ei! Hoje eu mando um abraçaço...

Música quente verdadeira é aquela, que vem da alma
Então vem com nois, agora, eu quero ver você vim na palma
Porque eu to cantando, junto com o meu mano
Meu Caetano, chegando somando, bolando
O plano música de espirito, mensagem de coração
Brigado, com alma no bagulho, é desse jeito mesmo
Com muito orgulho, então Prêmio Multishow, eu quero ouvir você fazer barulho, diz

Ei! Hoje eu mando um abraçaço...
Eu mando um abraçaço pra todos vocês
Ei! Hoje eu mando um abraçaço...
Cachoeira, Vila Zilda, é nois
Ei

Quando você for convidado pra subir no adro
Da fundação casa de Jorge Amado
Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos e outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos
(E são quase todos pretos)
E aos quase brancos pobres como pretos
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se os olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
Em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula
Não importa nada:
Nem o traço do sobrado
Nem a lente do fantástico,
Nem o disco de Paul Simon
Ninguém, ninguém é cidadão
Se você for ver a festa do pelô, e se você não for
Pense no Haiti, reze pelo Haiti
O Haiti é aqui
Sim, a Palestina
O Haiti não é aqui
Egito

Salveeee
Fala Caetano

O bruxo de Juazeiro numa caverna do louro francês
(Quem terá tido essa fazenda de areais?)
Fitas-cassete, uma ergométrica, uns restos de rabada
Lá fora o mundo ainda se torce para encarar a equação
Pura-invenção/dança-da-moda
A bossa nova é foda
O magno instrumento grego antigo
Diz que quando chegares aqui
Que é um dom que muito homem não tem
Que é influência do jazz
E tanto faz se o bardo judeu
Romântico de Minesota
Porqueiro Eumeu
O reconhece de volta a Ítaca:
A nossa vida nunca mais será igual
Samba-de-roda, neo-carnaval, Rio São Francisco
Rio de Janeiro
Canavial
A bossa nova é foda
Aaaaaahhh
A bossa nova é foda
Aaaaaahhh
A bossa nova é foda
De munição
O velho transformou o mito
Das raças tristes
Em Minotauros, Junior Cigano
Em José Aldo, Lyoto Machida
Vítor Belfort, Anderson Silva
E a coisa toda:
A bossa nova é foda
Aaaaaahhh
A bossa nova é foda
Aaaaaahhh
A bossa nova é foda

Começamos nos guetos das grandes capitais
Movimento dos pretos e de seus ideais
Somos filhos de Ketu, somos originais
Hip hop é feito com tempero de paz
Dançamos por aí, grafitamos murais
Lá eles têm Jay-Z, aqui tem Racionais
Pode ser MC, se não for tanto faz
O importante é sentir

Que o hip hop é foda
Certo Pepeu, Racionais, Taíde e DJ Hum
Obrigado
O hip hop é foda
Da Guedes, MV Bill, Marcelo D2, a rua é nois irmão
E o hip hop é foda.

  • Category

  • License

    • Standard YouTube License

Loading...

Advertisement
When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...