Loading...

Eis-me aqui - Ecce Vénio

23,954 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Aug 18, 2011

Momento de Reflexão
EIS-ME AQUI = ECCE VÉNIO
Caríssimos Irmãos e Irmãs:
O Verbo de Deus, Segunda Pessoa da Santíssima Trindade,
encarnou-Se e nos remiu porque Se abandonou totalmente à Vontade do Pai, dizendo-Lhe:
"EIS-ME AQUI PARA FAZER A VOSSA VONTADE!"
Os Santos chegaram à Santidade, seguindo este exemplo, abandonando-se totalmente à vontade de Jesus.
Isto diz-nos que o caminho para a perfeição
é a prática da virtude do abandono a Jesus em todos os acontecimentos da nossa vida.
A Virgem Maria, imitando o Verbo de Deus, dirá: EIS A ESCRAVA DO SENHOR!
Caros irmãos e irmãs, para nos estimularmos nesta caminhada da prática
da virtude do abandono, meditemos nestes diversos Actos de Abandono.
ACTO DE ABANDONO Á PROVIDÊNCIA
da Princesa Isabel da França, irmã do Rei Luís XVI
Irmãos/ Irmãs : é impressionante este pequenino acto de Abandono
desta Princesa, mergulhada no meio de tantas distracções e folclores de uma corte real. Imitemo-la!
"Meu Deus, eu desconheço por completo o que me acontecerá neste dia!
Tudo o que sei é que nada me acontecerá que não tenha sido previsto por Vós desde toda a eternidade.
Isto me basta, ó meu Deus, para sossego e tranquilidade do meu coração,
pois eu sei que tudo estará em conformidade com a vossa Omnipotência
e o Amor infinito que me consagrais como Pai,
O meu amável; como Amigo, O mais fiel; como Esposo da alma, O mais rico.
Sou uma criança impotente que nada posso, nem na ordem da natureza,
nem da graça nem sequer posso ter um bom pensamento sem Vós.
Abandono-me totalmente ao Vosso paternal amor,
sabendo que, como a mãe conduz só para o bem o filho que leva nos braços,
assim Vós e melhor do que ela, só me podereis dar o que for melhor para a minha salvação e santificação.
Adoro os vossos desígnios eternos e impenetráveis e a eles me submeto com toda a minha alma;
quero tudo, aceito tudo, de tudo Vos faço sacrifício;
uno este sacrifício ao do Vosso querido Filho, meu Salvador,
pedindo-vos, pelo Seu Santíssimo Coração, pelos Seus merecimentos infinitos, a paciência nos sofrimentos
e a perfeita submissão que Vos é devida, por tudo o que quiserdes e permitirdes. - Ámen."
Irmãos, quanta paz e força teremos na nossa alma,
quando praticarmos este "Acto de abandono à Providência"!
O Papa Pio XII, num Discurso Radiomensagem,
fazia o seguinte acto de abandono, tão cheio de fé:
"ABANDONO-ME À TUA OMNIPOTÊNCIA"
"TU ÉS O SENHOR! FORA DE TI, NÃO HÁ OUTRO DEUS" (Is. 45, 6).
"Senhor, Senhor, Rei Omnipotente!
Tudo está submetido ao Teu poder e nada há que possa resistir à tua vontade, se decidiste salvar Israel.
Tu fizeste o céu e a terra e todas as maravilhas que existem debaixo do céu.
És o Senhor de todas as coisas e ninguém se pode opor ao Teu poder, Senhor
( Do livro da Sagrada Escritura: Ester,4)".
Senhor, que eu me abandone, com todas as forças da minha vontade,
amparada pela graça e pelo amor, não obstante todas as dúvidas surgidas,
à Tua Omnipotência, à Tua sabedoria e ao Teu amor infinito.
Que eu acredite que, neste mundo, nada escapa à Tua Providência,
nem na ordem universal nem particular;
que nada acontece sem que esteja previsto, querido ou permitido,
sempre dirigido por Ti para os teus fins altíssimos,
que neste mundo sempre sãos fins de amor para com os homens.
Que eu acredite que, às vezes, podes permitir que, nesta terra e durante algum tempo,
triunfem o ateísmo e a impiedade, lamentáveis obscurecimentos do sentido da justiça,
infracções ao direito, torturas dos homens inocentes, pacíficos defensores e sem apoio...
Por dura que possa parecer a Tua mão, ó Divino cirurgião,
quando com o ferro penetras na carne viva,
o amor activo é sempre o Teu guia e só o bem verdadeiro dos indivíduos
e dos povos te faz intervir tão dolorosamente.
Finalmente, que eu acredite que tanto a dureza da provação
como o triunfo do mal são por breve tempo, depois virá a Tua hora, a hora da Misericórdia,
a hora da santa alegria, a hora do cântico novo e da libertação.
Intimidade Divina.
...

Comments are disabled for this video.
Advertisement
When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...