Loading...

Quanto nos custa o voto? Marinho critica o abuso da democracia.

88,557 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Mar 7, 2014

Marinho Pinto critica os milhões que os partidos oferecem a eles próprios, e defende que deveria ser o povo a decidir os direitos e deveres dos políticos, e nunca eles próprios. Devia haver um debate nacional sobre esta vergonha.
O PSD E PS E OS AMIGOS, É QUE LEGISLAM PARA QUE OS PARTIDOS RECEBAM MILHÕES DE EUROS?? E eles calam-se... E eles vivem do subsidio e de nada fazerem contra essas mordomias.
São 83 milhões por ano, dos nossos impostos, para sustentar este gang de futuros saqueadores do povo... é urgente o povo começar a votar contra a corja que nos rouba
ARTIGO COMPLETO: http://goo.gl/ntbIQC

Vejamos o caso do PS. Teve 1.566.347 votos. Recebeu a módica quantia de 5.627.246 euros. Durante a legislatura do governo PS, o PS recebeu anualmente 7,1 milhões; o PSD 4,5; a CDU 1,19; o CDS 1,14; o Bloco de Esquerda um milhão.

- Os partidos não estão sujeitos a IRC e beneficiam ainda, para além do previsto em lei especial, de
isenção dos seguintes impostos:
a) Imposto do selo;
b) Imposto sobre sucessões e doações;
c) Imposto municipal sobre as transmissões onerosas de imóveis, pela aquisição de imóveis
destinados à sua actividade própria e pelas transmissões resultantes de fusão ou cisão;
16
d) Imposto municipal sobre imóveis, sobre o valor tributável dos imóveis ou de parte de imóveis de
sua propriedade e destinados à sua actividade; 17
e) Demais impostos sobre o património previstos no n.º 3 do artigo 104.º da Constituição;
f) Imposto automóvel nos veículos que adquiram para a sua actividade;
g) Imposto sobre o valor acrescentado na aquisição e transmissão de bens e serviços que visem
difundir a sua mensagem política ou identidade própria, através de quaisquer suportes,
impressos, áudio-visuais ou multimedia, incluindo os usados como material de propaganda e
meios de comunicação e transporte, sendo a isenção efectivada através do exercício do direito à
restituição do imposto;
h) Imposto sobre o valor acrescentado nas transmissões de bens e serviços em iniciativas especiais
de angariação de fundos em seu proveito exclusivo, desde que esta isenção não provoque
distorções de concorrência.
2 - Haverá lugar à tributação dos actos previstos nas alíneas c) e d) se cessar a afectação do bem a fins
partidários.
3 - Os partidos beneficiam de isenção de taxas de justiça e de custas judiciais.

POR ISSO MARINHO DIZ QUE AS MORDOMIAS DOS POLÍTICOS DEVEM SER DECIDIDAS EM DEBATE NACIONAL E NÃO PELOS PRÓPRIOS PARASITAS.

"Cada partido vai receber, nas próximas legislativas, 3,15 euros por cada voto individual. Nos 4 anos da próxima legislatura as várias forças partidárias vão receber do Estado um valor global de mais de 70 milhões. Um montante destinado às despesas correntes, a que acrescem as subvenções às campanhas e verbas para os grupos parlamentares.
Nas próximas eleições legislativas, quando votar num partido, estará a dar-lhe não só a sua confiança política, mas também três euros e 15 cêntimos - é o montante que valerá cada voto individual no escrutínio para a AR. A multiplicar pelos 4 anos da legislatura, dado que a subvenção do Estado é atribuída anualmente: no total terá contribuído com 12,60 euros para os cofres partidários.
ARTIGO COMPLETO: http://goo.gl/PqyBER

Os nossos governantes já nem sabem que mais inventar para albergar tantos parasitas, criam novas leis para duplicar ou triplicar tachos e cargos, na assembleia.
2. "Cada Deputado tem direito a :
a) Gabinete próprio e individualizado na sede da Assembleia da República;
b) Assistente individual, a recrutar nos termos da lei; (2007)
ARTIGO COMPLETO: https://goo.gl/HUd1gf

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...