Loading...

INCESTO MÃE E FILHO EM UMA TARA LOUCA, A MÃE UMA GATA, O FILHO UM GATO, SEXO NO PELO EM FAMÍLA

848,013 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Mar 15, 2009

INCESTO - MÃE E FILHO EM UMA TARA LOUCA...

Segundo Sigmund Freud, o Complexo de Édipo verifica-se quando a criança atinge
o período sexual fálico na segunda infância e dá-se então conta da diferença de sexos,
tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto no ambiente
familiar. O conceito foi descrito por Freud e recebeu a designação de complexo por
Carl Jung, que desenvolveu semelhantemente o conceito de complexo de Electra.

Perspectiva antropológica

Em todas as sociedades o casamento é regulado por regras de
endogamia e de exogamia. As primeiras se referem aos casamentos
dentro do grupo, e a segundo, fora do grupo. O conceito de dentro e fora
é bastante variável: em alguns casos, estende-se o grupo apenas no
âmbito da família consangüínea, em outros a todo um clã ou grupo linguístico.
O incesto se inscreve entre as práticas endogâmicas, ou seja, é o casamento
(ou prática do sexo, o que às vezes implica no mesmo) que acontece dentro do grupo.

Desde Émile Durkheim o problema do incesto é um desafio aos antropólogos.
Malinowski define o incesto como inerente às culturas humanas, pois que o
aprendizado cultural só pode se dar em um ambiente familiar no qual haja um
mínimo de retidão e desinteresse sexual. Lévi-Strauss argumenta no mesmo sentido,
porém identifica com o incesto a passagem de um estado não-cultural a um
estado cultural também pelo fato do incesto incentivar alianças
(troca de mulheres entre grupos sociais distintos). O incesto pode ainda evitar que surjam rivalidades sexuais dentro da família, o que muito debilitaria a mesma.

Perspectiva psicanalítica

Na análise de Freud, o tabu do incesto e suas implicações na vida psíquica do
indivíduo enraízam-se na relação da criança com o seio materno. A leitura de Lacan
de Freud diz que a criança, depois do complexo de Édipo, passa do mundo imaginário,
em que se encontra, auto-centrada, para passar ao mundo simbólico, o da cultura,
determinado pela Lei, simbolizada pelo pai. A aceitação do relacionamento do pai
com a mãe, necessariamente castrador, determina a inserção da criança no mundo social.

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...