Loading...

La Traviata,no Mercado Central de Belo Horizonte 2010

32,102 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on May 17, 2010

* eu perdiiiiii buaa



http://www.uai.com.br/htmls/app/notic...


O mercado era só o mercado. Com suas atrações, frutas e legumes de primeira, a cervejinha gelada e o tira-gosto no ponto, o artesanato de qualidade e, para completar as características desses tradicionais pontos comerciais, gente andando de um lado para o outro olhando mercadoria e fazendo compras, numa típica manhã de sábado. Mas o que era só o mercado, de repente, ganhou um novo tom.

Disfarçados de clientes e vestidos à paisana, solistas soltaram a voz, no meio do povo, e formaram um maravilhoso coro para cantar a ópera La Traviata, do italiano Giuseppe Verdi (1813-1901). A intervenção parou os mercados Central, no Centro de Belo Horizonte, e Distrital do Cruzeiro, no bairro homônimo, na Região Centro-Sul da Capital. Foram apenas seis minutos de um verdadeiro espetáculo, tempo suficiente para fazer muita gente sorrir, chorar e se arrepiar.

A invasão foi uma chamada para as apresentações da Orquestra Sinfônica e do Coral Lírico de Minas Gerais que ocorrerão no Palácio das Artes, no fim do mês, e uma maneira de desmistificar a ópera como uma música quase inacessível e de difícil entendimento.

A diretora artística, Cláudia Malta, conta que a iniciativa foi copiada de um evento feito no mercado de Valença, na Espanha, que está disponível no site YouTube. É uma ideia fantástica e inédita no país. Queremos despertar as pessoas para o gênero, para elas verem que gostam, embora não tenham a oportunidade de ir ao teatro. Queremos fazer ópera onde o povo está e provar que ela não é um espetáculo elitista, disse.

Cerca de 30 pessoas, entre solistas, coral, equipes de produção, técnica e direção, se envolveram nas intervenções ontem. Segundo Cláudia, foi uma ação pensada e trabalhada durante dias. A intenção é surpreender as pessoas num ambiente no qual jamais imaginariam ouvir esse gênero. Mesmo se elas não forem ao teatro por causa disso, vamos emocioná-las.

Emoção que tomou conta do técnico em mecânica José Roberto de Araújo, de 65 anos. No fim do espetáculo no Mercado do Cruzeiro, que teve passagens regadas a brinde com champagne, ele estava em prantos. Adoro música e música de qualidade. Foi uma surpresa maravilhosa, com vozes excelentes.

A forma como foi apresentada, no mercado, me tocou profundamente, disse. A bailarina e professora Hélvia Décia Chein Vidigal, de 44, também aprovou: Essas coisas deveriam ocorrer mais. As pessoas gostam e arte tem que ser trazida para o público e mostrada linda, do jeito que é.

La Traviata foi apresentada pela primeira vez em Belo Horizonte no ano de finalização das obras do Palácio das Artes, em agosto de 1971. Em 1998, quando o Grande Teatro foi reaberto, depois do incêndio que destruiu parte do espaço, houve novo espetáculo.

A montagem de Verdi tem quatro atos e é baseada no romance A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas Filho, que escreveu a obra inspirado na história real da prostituta Marie Duplessis, uma das musas da alta sociedade parisiense na década de 1840, amante de Dumas.

La Traviata (em português, A Transviada) apresenta o belo e trágico caso de amor entre Violetta Valéry e Alfredo Germont. Na literatura brasileira, José de Alencar criou o romance Lucíola em cima da mesma trama.

  • Category

  • License

    • Standard YouTube License

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...