Loading...

Chuva deixa SP em atenção,

317 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Oct 30, 2012

O calor e a entrada da brisa marítima provocaram chuva em alguns pontos da cidade de São Paulo nesta terça-feira e deixaram a capital paulista em estado de atenção das 15h55 às 16h30. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), as zonas afetadas foram a leste e a sudeste, o centro e a Marginal Tietê. A precipitação também deixou semáforos com problemas e derrubou árvores.
A precipitação começou por volta das 14h40, quando um núcleo de instabilidade atingiu, de maneira moderada a forte, os bairros de Parelheiros e Engenheiro Marsilac, no extremo sul da cidade. Depois, as chuvas começaram a atingir com intensidade os municípios do ABC paulista.
Por volta das 16h15, imagens de radar apontavam precipitação em diversos bairros da zona leste, principalmente na Mooca, Aricanduva, Vila Formosa, Vila Prudente, São Mateus e Itaquera. Na zona sudeste, chovia forte na Vila Mariana. A precipitação também era forte na zona oeste.
De acordo com a Defesa Civil, a zona leste e a região da Sé ficaram em estado de atenção para enchentes das 16h05 às 16h30. A medida, segundo o órgão, foi preventiva.
Na Grande São Paulo, houve registro de chuva forte em Ribeirão Pires, Suzano e Mogi das Cruzes. A precipitação persiste de maneira intensa no município de Guararema. Em Mauá, Ferraz de Vasconcelos e Poá, a chuva é moderada.
Foi observada queda de granizo em Parelheiros, na zona sul, às 14h52, e no município de São Caetano do Sul, às 15h30. Às 15h35, os aeroportos de Campo de Marte, na zona norte, e Cumbica, em Guarulhos, registraram rajadas de vento de 33,3 km/h e 35 km/h, respectivamente.
Semáforos apagados e quedas de árvores
A chuva forte também causou problemas em semáforos na cidade de São Paulo. Por volta das 17h, 23 equipamentos estavam apagados e 26 operavam em amarelo intermitente, segundo o Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os problemas geraram rumores de que uma grande pane elétrica estaria atingindo a cidade, o que foi negado pela assessoria de imprensa da Eletropaulo. A empresa afirmou que há apenas ocorrências pontuais, como alguns domicílios sem energia.
Os ventos que chegaram com a chuva também derrubaram árvores. A CET registrou duas ocorrências: a primeira delas aconteceu às 15h37 na avenida Antonio Estevão de Carvalho, altura do número 1990. A segunda, na esquina da Alameda Campinas com a rua Estados Unidos.
Recorde de calor
De acordo com a Climatempo, nesta terça-feira a cidade de São Paulo registrou recordes de temperatura. Às 16h, os termômetros do Instituto Nacional de Meteorologia marcavam 36,1°C, a quarta temperatura mais alta já registrada na cidade desde 1943 e mais elevada para um dia de outubro.
Previsão
Segundo os meteorologistas do CGE, até o início da noite ficam mantidas as condições para novas pancadas de chuva de curta duração, que podem vir acompanhadas de rajadas de vento e eventual queda de granizo.
O calor continua na quarta-feira, que deve amanhecer com maior quantidade de nuvens. O sol, no entanto, volta a predominar na maior parte do período. As pancadas de chuva por conta do calor e da umidade são esperadas entre o fim da tarde e as primeiras horas da noite.
Na quinta-feira, a passagem de uma frente fria bem afastada pelo oceano provoca aumento significativo na quantidade de nuvens. Essa condição restringe o aumento da temperatura, que deve ficar entre mínima de 19°C e máxima que não supera os 28°C. O vento passa a soprar do quadrante sul. As chuvas ocorrem em forma de pancadas isoladas entre a tarde e a noite, porém, com baixo potencial para provocar alagamentos.

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...