Loading...

Exclussivo! Video do Tumulto na Usina de Jirau em Rondônia. Jornal Nacional

15,325 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Mar 18, 2011

Segundo a construtora Camargo Corrêa, uma briga gerou o tumulto, que teve 300 envolvidos. Sessenta veículos foram depredados. Mais da metade dos alojamentos foi destruída. Houve saques a lojas e a um posto bancário.
imprimir

Cerca de oito mil trabalhadores foram retirados o canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, depois de atos de vandalismo.

Segundo a construtora Camargo Corrêa, uma briga entre motoristas de ônibus e funcionários gerou o tumulto, que teve 300 pessoas envolvidas. Sessenta veículos foram depredados. Mais da metade dos alojamentos foi destruída. Houve saques a lojas e a um posto bancário.

Na manhã desta quinta-feira (17), outros alojamentos foram incendiados, e centenas de trabalhadores interditaram a BR-364, a principal via de acesso ao estado. Eles reclamavam das condições de trabalho e dos salários. Tanto a construtora quanto o sindicato dos trabalhadores afirmam que ainda não tinham recebido nenhuma reivindicação trabalhista.

O governador Confúcio Moura pediu a ajuda da Força Nacional de Segurança para conter a confusão. A Camargo Corrêa contratou 300 ônibus para levar funcionários para Porto Velho e anunciou que vai se encarregar da hospedagem deles ou da viagem de retorno para casa. As obras na usina, onde trabalhavam 22 mil pessoas, estão paralisadas.

A Camargo Corrêa disponibilizou um serviço por telefone para dar informações a funcionários e parentes sobre a situação em Jirau. O número é 0800 940 0810.

Loading...


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...