Loading...

António Pinto Basto - "A canção da rosa branca "

252,639 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Dec 2, 2010

António Pinto Basto - "A canção da rosa branca "
Letra J. de Vasconcelos e Sá / Música de por António Pinto Basto "A canção da rosa branca "
Eu penso em ti logo ao nascer d'aurora
e quando o dia vai chegando ao fim;
nunca me esqueces e dormindo, embora,
sonho a ventura de te amar assim!

Antes de ver-te, flor do céu caída,
nem me recordo como então vivi,
nem já me atrevo a suportar a vida
vivendo um dia sem pensar em ti.

Ó Rosa Branca,
delicada e pura,
que ideal brancura,
que mimosa cor;
lembras um astro
que do céu tombasse,
que por mim poisasse
na roseira em flor.

Se o teu olhar iluminado e casto
poisa em meus olhos, reflectindo o céu,
quanto mais fujo, quanto mais me afasto,
mais perto vejo o teu olhar do meu!


Ó Rosa Branca,
luminosa e viva,
linda rosa esquiva,
meu amor fatal!
Só podem anjos
fabricar sozinhos,
com montões de arminhos,
uma rosa igual!

Quando esta vida se apagar, serena,
ao recordar-me quanto amei em vão,
ó desdenhosa, o que me faz mais pena
é ir pensando que te esqueço então!

Ó Rosa Branca,
porque me chamaste?
Para que roubaste toda a fé que eu tinha?
Serena e fria
como a luz da lua,
que brancura a tua,
que desgraça a minha...

Loading...

Advertisement
When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...