Loading...

Polícia Federal - OPERAÇÃO RESSACA (Tráfico de drogas)

155,653 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Jul 17, 2011

A Polícia Federal em Curitiba deflagrou na manhã do dia 18/05/2010 a Operação Ressaca, para combate ao tráfico de drogas, com a desarticulação de uma quadrilha responsável pela distribuição de 100 quilos de cocaína em Curitiba a cada 90 dias.

O principal alvo da operação é investigado pela participação, em 2005, na morte de um Major da PM, então subcomandante do 13º BPM. Também já foi investigado pela morte de "EVINHA DO PÓ", em 2002, que na época dominava o tráfico de cocaína na capital. Em investigações, o alvo foi apontado como o "Fernandinho Beira-Mar do Paraná".

Foram cumpridos 25 mandados expedidos pela Vara de Inquéritos Policiais, da Justiça Estadual, perante a qual transcorreram as investigações da PF, iniciadas em maio de 2009. São 10 mandados de prisão preventiva e 15 de busca, estes para localização e apreensão de provas de lavagem de dinheiro, aí incluídas dezenas de veículos de luxo, cujo comércio buscava encobrir os ganhos obtidos com o tráfico, estimados em R$ 6 milhões de reais por ano.

As investigações permitiram ainda apurar que pertencia ao grupo a remessa de 37 quilos de cocaína e 01 de crack apreendida pela PF em 11 de maio último, em Guaíra, quando trazida do Mato Grosso do Sul pela organização. Foram presas na ocasião duas mulheres, que informaram falsamente que a droga tinha como destino Maringá.

Houve buscas no local que funcionava como sede das ações da quadrilha, onde se mantinha como fachada uma empresa de guinchos, no bairro Tatuquara, bem como em uma mansão no bairro Alphaville, imóvel avaliado em mais de R$ 1 milhão adquirido com os proventos do crime e que será lacrado pela PF.

Ocorreram prisões ainda em Ponta Porã/MS, onde residiam fornecedores da droga comercializada em Curitiba pela quadrilha.

Participaram da operação, também, agentes do Departamento Penitenciário Federal, que escoltaram os detidos para a Penitenciária Federal de Catanduvas, e pilotos da Casa Militar do Governo do Estado, que mantinham um helicóptero à disposição da PF.

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...