Loading...

SciELO 15 Anos - Aproximação das políticas de apoio às revistas científicas..., por Carlos Agudelo

55 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on Feb 25, 2014

Carlos Agudelo

Objetivo: Caracterizar as políticas de apoio dos periódicos científicos no marco dos avanços e problemas que apresentam na América Latina-A.L. Métodos: Foi construído um marco teórico interpretativo do desenvolvimento da comunicação científica na América Latina. Utilizou-se uma aproximação quali-quantitativa através de três métodos: revisão de informação secundária, principalmente estudos e documentos de análises; entrevistas com três pesquisadores dos processos de desenvolvimento e as dificuldades dos periódicos científicos na América Latina nos últimos 15 anos e com cinco membros de Comitês Consultivos da Rede SciELO e por último, uma pesquisa aplicada aos Comitês Consultivos da Rede SciELO. Resultados: Foi identificada uma tendência clara ao crescimento no número de artigos e de periódicos da América Latina incluídos em índices internacionais. Também, foi reconhecido o desenvolvimento da avaliação dos periódicos da A.L, que sugere um melhoramento significativo da qualidade científica e editorial, quando são aplicados os critérios de avaliação aceitos no âmbito internacional. Os problemas e dificuldades mais frequentes das revistas científicas indicam a pontualidade, a organização e administração, a profissionalização da gestão editorial e o financiamento. Estes aspectos são manifestados de maneira desigual nos periódicos dos países e entre os países. Por outro lado, apesar da existência de políticas de ciência, tecnologia e inovação, na grande maioria dos países as políticas públicas de apoio às revistas científicas estão fracamente formuladas ou não existem. Consequentemente, as instituições públicas e privadas assumiram os desafios do sustento, desenvolvimento e da qualidade dos periódicos científicos, no meio de uma heterogeneidade e dispersão dos esforços e os recursos. Conclusões: Apesar dos avanços na qualidade e visibilidade dos periódicos científicos da América Latina, há demora ou estagnação em termos de organização, administração, gestão editorial, profissionalização e financiamento. Estes problemas podem ser atribuídos não só aos periódicos e às instituições responsáveis por eles, mas também à fragilidade e restrição das políticas de apoio.

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...