Upload

Loading...

Clara Ghimel - God Bless The Child

339 views

Loading...

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Uploaded on Sep 28, 2010

Old Poster, é o título do CD de Clara Ghimel. É mais uma homenagem ao blues internacional, com todos os acordes, temas e composições melódicas característicos do gênero. O disco acaba de ser lançado pelo selo Mulambo Records, de São Paulo, e coloca a cantora mais uma vez em destaque como uma das poucas e boas cantoras de blues no Brasil. Clara, aliás, e, principalmente, confirma boa divisão rítmica, quem sabe por sua baianidade e boa extensão vocal, ambos, inclusive, são requisitos para uma cantora de blues que se preze. São 11 músicas selecionadas por ela e Alexandre Fontanetti, produtor musical do disco. Destas, três são composições da própria cantora, feitas em inglês mesmo, outra peculiaridade do trabalho já que é quase inexistente a presença de compositoras brasileiras neste universo.
O CD traz ainda uma versão Norwegian wood, de John Lennon e Paul McCartney, e God bless the child, que ficou famosa na voz de Billie Holiday, que também não teve medo de regravar em versão mais pop "I don´t wanna talk about it" , de Danny Whitten com direito a mandolim e violões do guitarrista Edu Gomes que junto a Alexandre costura as cordas no disco.

O novo trabalho apresenta ainda três músicas em português. São elas: "O Crivo" de Valdir Serrão, "Troca --Toca" de Rita Lee ainda mutante e "Deixa sangrar", de Caetano Veloso.

Se sua principal dificuldade está em formar um repertório unicamente brasileiro -- pois os temas cantados pelos compositores de blues nacionais ainda são muito restritos ao universo masculino -- ela conseguiu com competência trazer canções tipicamente brasileiras para bem perto do universo musical do blues sem descaracterizá-lo. Clara revela que o nosso baião tem muito de blues. "É um disco" bluesy ", em que a base é o blues mesmo, típico onde acrescentamos com naturalidade outros elementos", explicando que, em muitos arranjos, as gaitas foram substituídas pelo acordeão, que se juntaram a acompanhamento percussivo e de pífanos em algumas canções.

As gravações -- que contaram com o charme e o som característicos dos microfones originais dos anos 50, fase áurea do blues norte-americano, e com arranjos tocados com um violão Martin de 1910 -- poderíamos dizer que são alegres para um disco de blues e, talvez nisso, sem perceber, Clara aproxima-se da música brasileira. (Vanderlei Carvalho)

  • Category

  • License

    • Standard YouTube License

Loading...

When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up Next


Sign in to add this to Watch Later

Add to