Loading...

Provocações com Rubem Alves - Abujamra

207,254 views

Loading...

Loading...

Transcript

The interactive transcript could not be loaded.

Loading...

Loading...

Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.
Published on May 9, 2013

Provocações - Rubem Alves (Programa 513) - Abujamra

"Educador, filósofo, teólogo, psicanalista! Professor emérito da Unicamp, escreveu tanto que acabou membro da academia campinense de letras, o que, convenhamos, não quer dizer muito. O que quer, sim, dizer muito é o embate que o nosso provocador mantém contra as idéias retrógradas que atrapalham a educação e a cultura deste país. Ele é... Rubem Alves!". Abujamra

"Os nossos programas seguem o modelo da linha de montagem, todos querem aprender a mesma coisa, no mesmo momento, na mesma velocidade". Rubem Alves.

O convidado deste Provocações não veio falar do setor industrial, e sim de Educação, essa "palavra" tão machucada, como diz Abujamra.

Teólogo, psicanalista, escritor, Rubem Alves, autor da frase acima, afirma: "eu sou educador não por dar aula, eu sou educador por escrever". Autor de diversas crônicas, contos, ensaios e livros infanto-juvenis, seu interesse é claro: "me interessam as pessoas que estão em busca, são essas pessoas que podem ser educadas."

Opositor enfático do sistema educacional atual, Rubem Alves é bastante claro quando fala sobre grades curriculares: "eu digo que grade curricular foi uma expressão inventada por um carcereiro desempregado" e "a maioria das pessoas simplesmente aceita a grade curricular e os professores tem que dar o programa, e não fazem, essa pergunta: para que serve isso?". Para sanar essa questão, propõe: "eu pensei em construir um currículo que tivesse a casa como seu laboratório" e defende que a escola tem que estar a favor dos talentos da criança e não impo—los a ela, a criança precisa aprender aquilo que será útil a ela na prática: "a criança é o centro do mundo do ponto de vista educacional. O Sol não é o centro, o centro é uma criança que está com vontade de viver, vontade de brincar, vontade de aprender".

Além de educador, Rubem Alves foi pastor da Igreja Presbiteriana, da qual resolveu sair - "eu aprontei o crime supremo das igrejas: eu pensei diferente" - questiona a postura da Igreja Católica com relação ao celibato: "o que faz com que os católicos tenham esse medo do sexo?" e critica a postura da mesma: "ela [a Igreja católica] não muda. E esse é um dos problemas da Igreja, a dificuldade de mudar e aceitar que não foi perfeita, e que portanto ela pode mudar".

  • Category

  • License

    • Standard YouTube License

Loading...

Advertisement
When autoplay is enabled, a suggested video will automatically play next.

Up next


to add this to Watch Later

Add to

Loading playlists...