Upload
9,369

Dandan Chaparral

  • Kendrick Lamar - The Blacker The Berry [Legendado]

    1,251 views 6 days ago
    "The Blacker The Berry" é uma expansão dos temas que Kendrick abordou em "i". Enquanto "i" celebra o amor próprio e a negritude, "The Blacker The Berry" lida com ódio racial.

    • "Meu cabelo é crespo, meu pau é grande, meu nariz é redondo e largo
    Você me odeia, não é?
    Você odeia o meu povo, seu plano é acabar com a minha cultura
    Você é o mal, eu quero que você reconheça que eu sou um macaco com orgulho"

    Kendrick lista características físicas estereotipadas de africanos/ afro-americanos. Ao invés de repudiar esses estereótipos, Kendrick os assume. "Macaco" é um insulto racista usado contra pessoas negras - para eles, os negros são considerados "subdesenvolvidos" e "selvagens".
    Kendrick abraça a palavra e a usa em um sentido de fortalecimento, assim como as palavras "nigga" e "queer" (termo pejorativo para gays) foram recuperadas pelas comunidades que eram alvo.
    Desde que negros entraram no futebol profissional na década de 1970, bananas eram atiradas para eles por racistas no meio da torcida. O zagueiro Daniel Alves do Barcelona reagiu tão bem a isso, em 2014, que as pessoas começaram a tweetar selfies comendo bananas com a hashtag #SomosTodosMacacos.

    • "Você vandaliza minha percepção, mas não pode tirar o estilo de mim"

    Kendrick fala sobre a apropriação da cultura negra na grande mídia. Enquanto eles retratam Kendrick como um rapper, ele se sente mais como um escritor ou poeta. Essa apropriação da cultura negra é excessiva, mas mesmo assim, Kendrick não pode ser persuadido ou comprado.

    • "Quanto mais escura é a fruta, mais doce é o suco
    Quanto mais escura é a fruta, mais doce é o suco
    Quanto mais escura é a fruta, mais doce é o suco
    Quanto mais escura é a fruta, mais doce é o suco
    Quanto mais escura é a fruta, mais eu atiro"

    Kendrick Lamar faz uma referência à "Keep Ya Head Up" de 2Pac. Enquanto ambas as canções têm origem no romance de Wallace Thurman, "The Black The Berry", a versão de 2Pac expande a ideia de que as mulheres negras são lindas e a versão de Kendrick descreve as turbulências que os negros enfrentam, independente do sexo.
    A frase original "quanto mais escura a fruta, mais doce é o suco" era uma afirmação positiva da negritude. A última linha do refrão inverte essa positividade reconstruindo a frase como uma justificação para a discriminação racial: A suposição na mente do policial racista de que os negros andam armados, são perigosos e merecem ser baleados.

    • "É isso que você me diz, só as penitenciárias me contratariam"

    De acordo com o New York Times, é mais provável que um jovem negro sem diploma termine na cadeia do que consiga um emprego. Killer Mike considera a mão de obra barata como o "alicerce da economia dos EUA" e Kanye também denuncia isso em New Slaves: "Enquanto isso a DEA/ Se aliou à CCA/ Estão tentando prender os pretos/ Estão tentando fazer escravos modernos/ Agora tem prisões de propriedade privada".

    • "Me converta com sua falsa profecia de que eu vou ser só mais um escravo na minha cabeça
    Institucionalizam manipulação e mentiras"

    Lamar faz alusão à "Maldição de Cam" - uma explicação mal-entendida sobre a pele negra, escravidão e a suposta inferioridade dos negros. Na época da escravidão, os donos de escravos usavam versículos da Bíblia para manter os escravos na linha, como Efésios 6:5: "Escravos, obedecei a vossos senhores terrenos com todo o respeito e temor".

    • "Então, por que eu chorei quando Trayvon Martin estava na rua
    Se uma rivalidade de gangues me fez matar um negro mais escuro do que eu? Hipócrita!"

    Trayvon Martin foi morto no que foi amplamente considerado como um assassinato por motivos raciais, o que causou indignação nos Estados Unidos, incluindo o próprio Kendrick. No entanto, Kendrick também já se envolveu em atos de violência contra jovens negros, que inclusive levou à morte de um de seus amigos - A história é mencionada na música "Sing About Me, I'm Dying Of Thirsty" de 2012.
    No início de cada verso Kendrick afirma que ele é um hipócrita, sem especificar por que, e cada vez ele garante que a resposta está próxima. Tudo isso leva a essas linhas conclusivas e mais cruciais; em que ele finalmente revela a raiz de sua hipocrisia: Ele se entristeceu com o assassinato de Trayvon Martin quando ele próprio foi responsável pela morte de um jovem negro.
    ______________________________­______________________________­______________________________­__________

    Featuring: Assassin
    Álbum: ------
    Faixa: --
    Ano: 2015
    Produzido por: Boi-1da & Terrace Martin
    Legendas: Português-Brasil

    © 2015 Legendas R.A.P.
    Twitter: https://twitter.com/Legenda...
    Ask: http://ask.fm/DanielDozSantoz
    Last: http://www.lastfm.com.br/us...
    Soundcloud: https://soundcloud.com/dand...
    Genius: http://genius.com/DandanCha... Show less
    Read more
  • Uploads Play

    This item has been hidden
  • Popular uploads Play

    This item has been hidden
to add this to Watch Later

Add to