Upload

Loading icon Loading...

This video is unavailable.

Jesus a caminho do calvário

Sign in to YouTube

Sign in with your Google Account (YouTube, Google+, Gmail, Orkut, Picasa, or Chrome) to like Missionárias do Amor Misericordioso do Coração de Jesus's video.

Sign in to YouTube

Sign in with your Google Account (YouTube, Google+, Gmail, Orkut, Picasa, or Chrome) to dislike Missionárias do Amor Misericordioso do Coração de Jesus's video.

Sign in to YouTube

Sign in with your Google Account (YouTube, Google+, Gmail, Orkut, Picasa, or Chrome) to add Missionárias do Amor Misericordioso do Coração de Jesus's video to your playlist.

Published on Mar 29, 2012

Momento de Reflexão
JESUS A CAMINHO DO CALVÁRIO
ENCONTRO COM A SUA MÃE
Irmãos e Irmãs, estamos quase no fim da Santa Quaresma.
Meditemos com fé o caminho que Jesus percorre até ao Calvário,
acompanhado pela sua Mãe e pelas piedosas mulheres.
Jesus falando à sua serva fiel Josefa Menéndez, revela-lhe:
"Enquanto o meu Coração estava profundamente imerso em tristeza...,
os cruéis verdugos, insensíveis à minha dor,
carregaram sobre os meus ombros chagados a dura e pesada Cruz
em que havia de consumar o mistério da Redenção do mundo.
Contemplai-Me, Anjos do Céu!
Vede o Criador de todas as maravilhas,
o Deus a Quem prestam adoração os espíritos celestes,
caminhando para o Calvário e levando aos ombros o lenho santo
e bendito que vai receber o Seu último suspiro!...
Vede-Me também vós, almas que desejais ser minhas fiéis imitadoras.
O meu Corpo, destroçado por tanto tormento,
caminha sem forças, banhado em suor e sangue... Sofro...
sem que ninguém se compadeça da minha dor!...
A multidão acompanha-Me e não há uma única pessoa que tenha piedade de Mim...
Todos Me rodeiam como lobos esfomeados, desejosos de devorar a sua presa!...
A fadiga que sinto é tão grande e a Cruz tão pesada,
que a metade do caminho caio desfalecido...
Vede como Me levantam aqueles homens desumanos da maneira mais brutal:
um agarra-Me por um braço, outro puxa pelas minhas vestes,
que estavam pegadas às minhas feridas...
Este puxa-Me pelo pescoço, outro pelos cabelos,
outros descarregam terríveis golpes sobre o meu corpo com os punhos e até com os pés.
A Cruz cai em cima de Mim e o seu peso causa-Me novas feridas.
O meu Rosto roça nas pedras do caminho
e com o sangue que por ele corre pegam-se aos meus olhos
e a toda a minha Sagrada Face o pó e o lodo,
e fico convertido num objecto mais repugnante.
Nota
Nas actas do Convento de Claraval lêem-se estas palavras:
«S. Bernardo perguntou um dia ao Salvador
qual tinha sido a maior das suas dores desconhecidas dos homens.
- "Eu tinha, respondeu o Salvador,
uma grande ferida no ombro, em que havia carregado a cruz,
e esta ferida era mais dolorosa que as outras.
Os homens não fazem menção dela, porque lhes é desconhecida.
Honrai-a, pois, e Eu vos concederei tudo o que Me pedirdes por sua virtude.
Todos aqueles que a venerarem, obterão a remissão dos seus pecados veniais
e graças eficazes para conseguirem o perdão dos pecados mortais que tiverem cometido".
O encontro com a Santíssima Virgem
Continuai coMigo por uns momentos e, alguns passos depois,
ver-Me-eis em presença da minha Mãe Santíssima,
que, com o Coração trespassado de dor, sai ao meu encontro, com dois fins:
recobrar forças para sofrer, à vista do seu Deus...
e dar alento ao seu Filho, com a sua atitude heróica,
para continuar a obra da Redenção.

Loading icon Loading...

Loading icon Loading...

Loading icon Loading...

The interactive transcript could not be loaded.

Loading icon Loading...

Loading icon Loading...

Ratings have been disabled for this video.
Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.

All Comments

Comments are disabled for this video.
Loading...
Working...
to add this to Watch Later

Add to