Upload

Loading icon Loading...

This video is unavailable.

RJTV: Parceiro do RJ mostra dificuldades no acesso ao teleférico do Alemão

Sign in to YouTube

Sign in with your Google Account (YouTube, Google+, Gmail, Orkut, Picasa, or Chrome) to like cidadespossiveis's video.

Sign in to YouTube

Sign in with your Google Account (YouTube, Google+, Gmail, Orkut, Picasa, or Chrome) to dislike cidadespossiveis's video.

Sign in to YouTube

Sign in with your Google Account (YouTube, Google+, Gmail, Orkut, Picasa, or Chrome) to add cidadespossiveis's video to your playlist.

Uploaded on Feb 1, 2012

Cerca de sete mil moradores do Conjunto de Favelas do Alemão, na Penha, na Zona Norte do Rio, se inscreveram para usar gratuitamente o teleférico. Esse número representa apenas 10% da população total da comunidade, que é de 70 mil.

A dupla de Parceiro do RJ Thiago Ventura e Lana Souza conversou com moradores da comunidade e ouviu que a principal reclamação é a escadaria de 501 degraus para chegar ao teleférico.

A maioria dos moradores prefere pagar para utilizar outros transportes a se inscrever para usar gratuitamente o teleférico.

"Não [uso] porque é complicado para chegar até lá em cima. E para descer também com compras esse morro todo é complicado", disse uma moradora.

Morador usa mototáxi
O porteiro Severino Barbosa da Silva mora na parte baixa do Morro do Adeus, próximo à estação de teleférico, e trabalha próximo à estação Itararé, mas não usa o teleférico como meio de transporte. "Não tenho a mínima condição de subir até lá. Não que seja tão longe, mas é muito degrau e eu ando dependendo de uma bengala", disse.

Segundo Severino, que usa um mototáxi para acessar outras regiões próximas, todos os moradores da parte baixa não usam o teleférico devido à dificuldade de acesso. "Vão de ônibus e van", explica o morador.

O percurso para chegar ao topo da escadaria é repleto de problemas. No degrau de número 250, há uma caixa d'água do Condomínio Novo com vazamento. Mais 50 degraus acima, no 300, está uma pracinha abandonada, com buracos, escadas inacabadas e canos à mostra. Já na altura do degrau 378, a escadaria está em péssimas condições de uso.

Uma moradora se surpreendeu ao saber que a escadaria tem 501 degraus. "Nossa, subi isso tudo? Por causa disso que passei mal, então", argumentou.

Falta de plano inclinado
Apesar da reclamação dos moradores, a Secretaria de Obras informou que não tem projeto de construção de um plano inclinado para levar os moradores das partes mais baixas ao teleférico.

Já o governo do estado, prometeu enviar uma equipe para verificar o vazamento na caixa d'água do Condomínio Novo.

Projeto Parceiro do RJ
Dezoito jovens foram selecionados para formar o Projeto Parceiro do RJ. O grupo foi dividido em nove duplas, que vão representar e mostrar o cotidiano de nove regiões do Rio e Grande Rio. Em comum, seus integrantes querem mostrar não só as mazelas, mas as coisas boas dos bairros onde moram.

Mais de 2.200 pessoas se inscreveram no projeto. Destes, os escolhidos vão mostrar o cotidiano da Rocinha, Copacabana, Tijuca, Campo Grande, Complexo do Alemão, Cidade de Deus, Nova Iguaçu, Duque de Caxias e São Gonçalo.

Loading icon Loading...

Loading icon Loading...

Loading icon Loading...

Loading icon Loading...

Ratings have been disabled for this video.
Rating is available when the video has been rented.
This feature is not available right now. Please try again later.

Loading icon Loading...

Loading...
Working...
Sign in to add this to Watch Later

Add to